domingo, 8 de julho de 2007

Desencana


Senta que eu vou te mostrar como tudo funciona. Eu estou pouco me fudendo com a marca do seu sapato, do seu carro, das suas roupas, eu até prefiro você sem elas. Eu não te amo. Eu não me importo de você conhecer o mundo, de falar mais de dois idiomas, de ser inigualavelmente linda e sempre dizer a coisa certa no momento exato. Eu não dou a mínima pros seus mimos, picuinhas e vontades. Não ligo quando você dorme quando eu estou louco por mais sexo. Não me importo de te levar na minha casa, de dizer que a válvula da descarga está quebrada e você vai ter que usar o balde. Não me importo quando você diz que está feia, gorda ou com a cara cheia de espinhas. Eu realmente não amo você.

O seu beijo continua sendo uma viagem de cinco ou mais minutos. Você realmente me excita. Gosto das longas e divertidas conversas madrugada adentro, de tirar sua roupa, do jeito que você segura a minha nuca quando goza e do seu cheiro que você deixa no meu travesseiro quando vai embora. Eu não amo você. Não penso em casar, ter filhos, construir família, nem em porra nenhuma que casais apaixonados planejam durante anos até terminarem. Para mim tanto faz te ver todos os dias ou apenas aos fins de semana. Eu não importo que você saia só com as suas amigas, que encha a cara, fique com outro e volte bêbada pra casa. Desencana. Eu não penso no futuro, eu quero o hoje, o momento, o agora.

4 comentários:

Duas disse...

uau. nota 10! adorei, muito, muito bom. pára de esconder o jogo e me mostra mais textos. bjo

elisa

Tudo ou nada ... disse...

Muito bom mesmo, forte sem ser traumatico, prazerozo sem ser vulgar, até chega a ser romantico ... rs

Parabéns

Lyvia Cavalcanti disse...

Sei bem como é esse não amar!! Bom bom o texto!!!
=]

Batsant disse...

Desencana


Puta que o pariu,cara não te conheço mas que texto fudido.Faz jus ao seu perfil.Parabens.Esse texto meu deu ideia pra uma parada.Qualquer novidade,meu email é: batsant@hotmail.com